Novidades

III Geodésica in Blues Festival 10/11/2018 08:00 www.youtube.com

III Geodésica in Blues Festival em novembro em Chapada dos Guimarães.

 

Tudo começou há três anos atrás no sítio Monjolinho incrustado no Vale da Bênção em Chapada dos Guimarães. Em linha reta em direção a vizinha Cuiabá estamos há 30 km da região determinada pelo Mal. Rondon como o Centro Geodésico da América do Sul em 1909.

 

 

 

Inspirada por este marco, a cachaça artesanal, orgânica produzida por Marcos Sguarezi, foi batizada como Geodésica. Aliás esta mesma borda do Planalto Central, séculos atrás ficou também conhecida por produzir a melhor cachaça da região à época. É a história se renovando.

Mas foi durante uma conversa entre o criador da Geodésica com seus amigos Xisto Bueno; apaixonado por jazz, blues e rock’n’roll e Luiz Brizuela; responsável pela organização do evento e alguns goles no Monjolinho que surgiu a ideia de realizar um primeiro encontro de músicos de blues, nascendo assim a primeira edição realizada apenas para convidados em 2016.



A partir de sua segunda versão no ano seguinte o evento foi aberto ao público na cidade, inspirado no formato do Festival Ibitipoca Blues. O já reconhecido no cenário do blues do centro-oeste e atuando em São Paulo com grandes nomes do blues, o guitarrista Fábio Brum aceitou o convite dos organizadores e se apresentou em Chapada pela primeira vez num show memorável ao lado de outras atrações locais como Brand Blues e Alligators Blues Band. Desta vez a Cachaça Geodésica proporcionou a todos os presentes com o melhor do blues no Espaço Pomodori.

Agora em 2018 consolidando se não só no calendário de eventos de Chapada bem como no Circuito Nacional de Blues acontecerá o III Geodésica in Blues Festival.

Ao lado de Ibitipoca e Tiradentes em Minas Gerais, Caxias do Sul - RS, Guaramiranga - CE, Bonito - MS, Chapada dos Guimarães revela se como uma das cidades mais charmosas e aconchegantes a oferecer um festival de blues de qualidade para os melhores apreciadores musicais.

A programação da 3ª edição traz um dos grandes nomes do blues na América do Sul, Décio Caetano (PR), referência no cenário do blues nacional com seus mais de 30 anos de carreira.

Outros destaques da Geodésca in Blues são João Fortes (PR), Allan House & Mississipi Jr., Fidel Fiori & Blend Blues Trio, Stone Flower Blues, The Free Blues Band e a grande revelação do blues cuiabano SilverGuy.

A partir desta edição, um grande nome do blues nacional será homenageado. Reconhecido como um grande bluesman por todo o Brasil este músico, compositor e cantor, se destacou por suas interpretações personalíssimas ao viver o blues em sua essência e com toda a sua verdade. Faleceu em 2015 aos 53 anos, deixando toda obra e reconhecimento da banda Bêbados Habilidosos que continua na ativa.

 

 

Recebeu um documentário com o título “Ele é o Blues!” 

 

Renato Fernandes é referência para uma geração que construiu o caminho para muitos outros durante a sua história em Campo Grande (MS). Grande personalidade, poeta, letrista impecável, falando do cotidiano com certa tranquilidade, sarcasmo e escracho, conquistou inúmeros fãs por onde passou.

Suas músicas são seu maior legado, e o público que teve o prazer de conhecer e participar de suas apresentações, o levará pra sempre na lembrança. Fica a sua música, e fica o seu nome gravado na história do Blues brasileiro, por isso ele é o nosso homenageado do 3º Geodésica in Blues Festival.

 No primeiro dia de novembro acontecerá o “Esquenta do Festival” em Cuiabá, no espaço reservado especialmente para o blues na capital mato-grossense, o Lombardi Pub. Será aberto ao público, com atrações locais, onde todos poderão apreciar e conhecer um pouco do que será oferecido aos visitantes de Chapada dos Guimarães no grande dia do nosso Festival.

Festival de Blues acontecerá no 10 de novembro de 2018.

Este é o Grande dia! Dar sequência à um evento que começou restrito, depois possível a quem pudesse participar, e agora estará aberto a todos que quiserem apreciar, aproveitar e guardar na lembrança cada nota do blues, cada show das atrações, cada momento de emoção e todas as energias que a cidade e de Chapada dos Guimarães e um evento cultural como este pode proporcionar.

Serão 16 horas de evento, com intervenções e performances surpresa, com as ruas da cidade respirando cultura e blues, com cada pessoa sendo conquistada na rua, e nos espaços preparados para oferecer um encontro de todos com a música, e com as emoções da arte. Encerrando com os shows de grandes atrações que estarão prontas para coroar esta que será a terceira edição de um sonho, a parte que floresce de uma semente que germinou e rendeu frutos de muito sabor a ser apreciada a cada nova estação.

O evento será com ENTRADA GRATUITA e acesso total à todas as atividades e shows que acontecerão no centro da cidade, em palco montado aberto ao público.

PROGRAMAÇÃO

08 hs Inicio das atividades: abertura dos stands Jeep Domani - Limits Cuiabá - PHD Motorcycle - Stand do festival com camiseta e cachaça Geodésica, exposição de carros e motos, recepção aos visitantes, integração evento e praça e sonorização.

14:30 hs Abertura dos shows

15 hs Underground Blues com Tributo à Renato Fernandes

16 hs Silver Guy

17:30 hs The Free Blues Band

18:30 hs Stone Flower

19:30 hs Missa no Santuário de Santana

20:30 hs Fidel Fiori & Blend Blues

21:15 hs Allan House & Mississipi Jr.

22 hs Décio Caetano & Banda participação de João Fortes

23:50 hs Encerramento

Em comemoração à terceira edição está disponível uma bela recordação exclusiva, a camiseta Geodésica in Blues que pode ser adquirida no site do evento. Camiseta R$ 40,00.  Especialmente para III Festival edição limitada Geodésica - cachaça R$ 25,00.

 

 

 

 

 

A trajetória do músico teve início nas igrejas evangélicas do Paraná, onde desenvolveu e aperfeiçoou o blues gospel. Formou inicialmente as bandas White Boots e Friends of Blues e lançou seus três primeiros discos. 

Em Curitiba representou um grande passo para o guitarrista ao entrar na formação da big band Solution Orchestra, vencedora do prêmio de melhor banda do festival Heineken Blues Curitiba. 

Alcançou o reconhecimento no cenário do blues nacional e marca seu lugar como guitarrista de expressão com o álbum I Can´t Stop – um disco que na opinião do músico traz o autêntico blues de Chicago, cheio de força nos vocais e solos de guitarra. Décio Caetano é professor convidado do curso de guitarra ministrado por André Christovam. 

Uma carreira de 30 anos, 12 álbuns , 2 DVD’s, apresentações por 17 países e shows com mais de 80 nomes do blues internacional. Recém contratado pela Sony Records, passa em Chapada dos Guimarães nas prévias de embarcar para a Tournê 2019 pela Europa e EUA. 

João Fortes – Cuiabano que cresceu no Paraná, e em 2014 mudou para meca do Blues, E.U.A. Lá teve a honra de conhecer o astro Buddy Guy e dividir palco com vários artistas de blues como: Li’l Ed, Claudette Miller, Omar Coleman, e outros.

Foi o último gaitista a tocar com James Wheeler no tradicional Rosa’s Lounge, antes de sua morte naquele ano. No Brasil, realizou grandes shows com fortes nomes do blues mundial, tocou ao lado de: Lurrie Bell, Jimmy Burns, Bob Stroger, J.J. Jackson, Anika Chambers, J.C. Smith, Sherman Lee Dixon. 

Assim como grandes nomes do blues nacional: Décio Caetano, Luke de Held, Cristiano Crochemore, Robson Fernandes, Isaac Abeche, Igor Prado, Neto Rockfeller, Uirá Cabral, Alamo Leal.

Apresenta se em Chapada dos Guimarães ao lado do amigo Décio Caetano, com um show forte e expressivo, mostrando tudo o que sua harmônica é capaz de provocar em cima do palco. 

Fidel Fiori & Blend Blues Trio são nomes consagrados do blues e do jazz em Mato Grosso (Fidel Fiori, Danilo Bareiro e Thiago Costa), todos já circularam o Brasil com sua arte, reconhecidos por seu talento e profissionalismo, na bagagem dezenas de trabalhos produzidos com diversos artistas regionais e nacionais, são referências para todas as gerações de músicos locais,  vão do blues ao jazz com extrema maestria, passando pelo pop, rock e MPB.

Esse trio tem a marca da musicalidade do Mato Grosso, com o feeling e as técnicas que se encontram em grandes centros pelo Brasil e pelo Mundo a fora. 

Allan House & Mississipi Jr. A tradução literal de uma leitura original do blues que vem dos campos de algodão do Delta do Missisipi. Trazendo toda a sua raiz com a verdade e a expressão que o blues trouxe em sua essência desde os primeiros nomes desta história. Charley Patton, Son House, Willie Dixon, Muddy Waters, Little Walter, são alguns dos clássicos e imprescindíveis nomes que estes artistas cuiabanos conseguem trazer à tona em interpretações cheias de sentimento e espiritualidade.

Recém-chegados do Bonito Blues & Jazz Festival, começam uma história que deve circular o Brasil levando esta sonoridade ímpar e esse talento cheio de carisma que faz da apresentação deles um brinde ao blues com muita identidade e bom gosto! 

Stone Flower Blues Um projeto que tem na sua base o blues tradicional e moderno do gaitista catarinense Robson Resner ditando o ritmo e dando a roupagem harmônica ao talento de outros dois músicos  já reconhecidos pela perfomance e pela qualidade dos trabalhos que oferecem cheios de intensidade e entrega. Marcas que fazem da Stone Flower hoje uma referência no estilo blues, rock, pop e world music.

A diva Camila Fidelis empresta toda a sua energia e potência vocal para garantir um espetáculo de muita categoria e fineza, completando com as harmonias das cordas que o guitarrista Fabrício Pimenta imprime nos arranjos, fechando assim uma fórmula que deu muito certo.

É blues, é rock, é pop, é música do mundo, é sentimento e muito talento. O show em Chapada promete ser de uma assinatura impecável, que merece ser apreciado sem moderação. 

 

The Free Blues Band A banda formada em 31 de março de 2016, com intuito de executar um tipo de som experimental com traços de improvisação, sob forte influência do Blues, Jazz e Southern Rock.

Vem de Rondonópolis com a formação em trio.  Cesar Ramos – Guitarra, Emanuel J. Santos – Bateria, Harmonica, Felipe Cezar – Baixo. Serão os representantes do interior do Estado, vindo de Rondonópolis, demonstrando que o blues por estas bandas está com ótimos trabalhos para se apreciar boa música. 

 

Silver Guy é a joia do blues matogrossense. Com os pés rachados no Cuiabá, mas com a mente e coração transportados direto do gueto de Chicago, este menino tem o dom diferenciado.

O blues em suas veias, e o coração cheio de sentimento pronto pra entregar em cada nota da sua guitarra um ataque de feeling, traduzir isso tudo em uma sonoridade totalmente enraizada no estilo do blues norte-americano e marcar o início de sua trajetória com a sua verdade e sua essência.

Sem esconder que está influenciado pelo maior gênio do blues atualmente, Buddy Guy, produz um show com repertório que vai do slow blues, passando pelo shuffle tradicional e com boas pitadas do funk soul característicos do blues de Chicago.

Vem para a sua estreia em um festival de blues, e será a grande surpresa revelação desta edição.

 

Underground Blues é um projeto idealizado pelo reconhecido vocalista Anderson Ramon, com a proposta de formar um repertório exclusivamente de blues nacional, esta banda escolheu nomes como Bêbados Habilidosos, Celso Blues Boy, Blues Etílicos entre outros, para oferecer o blues brazuca servido na mesa de bar com uma boa bebida e porções de diversão à vontade.

Os integrantes são vindos de outras formações e bandas de rock, Blues e até baile! Gustavo Farias guitarrista reconhecido e requisitado para diversos trabalhos de rock e blues, Luiz Brizuela baterista de blues e Fábio Galvão baixista de todos os estilos, completam a formação com muita dedicação e chegam com a responsabilidade de fazer a abertura do festival.

Em referência ao homenageado do evento, o repertório será exclusivamente com obras de autoria do bluesman Renato Fernandes (fundador, compositor e frontman da banda Bêbados Habilidosos), em músicas que lembram a sua trajetória e certamente terão um apelo de conquista do público já logo no primeiro show desta edição.

 

 

Vida longa ao Blues em Chapada dos Guimarães!

 

3º Geodésica in Blues Festival
Data: 10 de novembro - sábado a partir das 8 hs. Na Praça Dom Wunibaldo – Chapada dos Guimarães. Entrada franca.

‘Blues in The Night – Concert & Jam Session
Data: 1 de novembro - quinta-feira às 20 hs. No Lombardi Pub – Rua Prof. Delphina Alves da Costa, Q14, nº 06, Jardim Petrópolis. Couvert: R$ 10,00.

Para mais informações: (65) 9 8125-0819.

 

 

 

 

              

                                                             


Institucional

O Site

Informações sobre os principais atrativos turísticos, comércio local, instituições públicas, vagas de empregos e muito mais!

Resultado de imagem para cadastur 13.028984.10.0001-5

 

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo